Mais de 12 mil benefícios foram suspensos pelo INSS na BA após revisão; economia é de R$ 234,1 milhões, aponta MDS

Dados divulgados ao G1 nesta terça-feira (17) foram contabilizados entre o segundo semestre de 2016, quando as revisões foram iniciadas, e o dia 10 de abril.

ais de 12 mil pessoas tiveram os benefícios suspensos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na Bahia, entre o segundo semestre de 2016 e o dia 10 de abril deste ano, durante a revisão nacional realizada pelo órgão. Destes, 11.256 eram auxílios-doença e 1.281 aposentadorias.

A informação foi divulgada ao G1, nesta terça-feira (17), pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), pasta a qual o INSS é vinculado. De acordo com o MDS, com o encerramento dos pagamentos, R$ 234,1 milhões já foram economizados no estado.

Desde o início das revisões, foram realizadas 18.664 perícias – sendo 14.309 de auxílios-doença e 4.355 de aposentados por invalidez. Na semana passada, o INSS convocou outros 9.916 beneficiários. A lista com o nome dos convocados foi publicada no Diário Oficial da União.

Ao todo, 31.750 auxílios-doença e 61.627 de aposentadorias por invalidez devem ser revisados até o fim do ano, segundo o MDS.

Continua depois Mídia

O edital de notificação faz parte do pente-fino que o governo federal realiza, desde agosto de 2016, nos benefícios pagos pelo INSS ao cidadão incapacitado de trabalhar.

O programa de revisão está na segunda etapa. O MDS planeja realizar 1,2 milhão de avaliações médicas até o fim de 2018.

Também foram convocados via edital, beneficiários que receberam a carta do INSS, que comunica a necessidade da revisão médica, mas não agendaram a perícia no prazo determinado.

Quem teve o nome publicado no edital deve agendar a perícia pela Central de Atendimento da Previdência Social, no telefone 135.

Lorena Oliveira

Lorena Oliveira | Comunicadora Editora Foco de Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.