Buenos Aires é a próxima parada do Flamengo

Time embarca para pegar o River Plate, pela Liberta, de olho na liderança.

 

Rio – Depois do tumultuado clássico entre Flamengo e Vasco pela sexta rodada do Brasileirão, que terminou em 1 a 1, no sábado à noite, no Maracanã, o Rubro-Negro embarca hoje para Buenos Aires, onde enfrentará o River Plate, na quarta-feira, pela última partida da fase de grupos da Libertadores. Já classificado antecipadamente para as oitavas de final após a vitória sobre o Emelec, na quarta-feira, o time de Maurício Barbieri agora mira a liderança do Grupo 4.

Para o confronto diante o River Plate, o Flamengo não poderá contar com o meia Diego, que cumprirá suspensão. Após cinco rodadas, a equipe argentina é a líder do grupo, com 11 pontos, com três vitórias e dois empates. O Rubro-Negro aparece em segundo lugar, com nove pontos, com duas vitórias sobre o Emelec, em Guayaquil e no Maracanã, e três empates (diante do River Plate, no Engenhão; e Santa Fe, no Maracanã e em Bogotá).

Maurício Barbieri comentou a importância de contar com Cuéllar e Trauco, convocados por Colômbia e Peru, respectivamente para a disputa da Copa do Mundo: “Contamos com os dois jogadores contra o River, não é data que temos obrigatoriedade de liberá-los. É um jogo importante, então vamos levar o que tivermos de melhor à disposição.”

APELO POR GUERRERO

A Federação Internacional dos Jogadores de Futebol (FIFPro) escreveu uma carta à Fifa em que pede a liberação de Paolo Guerrero. A organização espera que o peruano esteja apto para a disputa da Copa do Mundo da Rússia. O atacante tem que cumprir mais oito meses de suspensão por doping. O Peru já divulgou uma pré-lista de 24 convocados para o Mundial, sem Guerrero.

Apoio Cultural:

Lorena Oliveira

Lorena Oliveira | Comunicadora Editora Foco de Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.