“POLITCA NÃO É PROFISSÃO, POLITICA É VOCAÇÃO”, DISSE LYNDON JOHNSON AO JORNALISTA RAILSON ALVES

O empresário Lyndon Johnson é o principal pré – candidato a deputado federal (PSL – BA), por Teixeira de Freitas e pelo Extremo Sul da Bahia do presidenciável Jair Messias Bolsonaro e segue fazendo palestras em todo território Baiano.

JAIR MESSIAS BOLSONARO, EDUARDO BOLSONARO, e a presidente do PSL da Bahia, professora DAYANE PIMENTEL, firmou apoio ao empresário de Teixeira de Freitas, LYNDON JOHNSON como pré- candidato a deputado federal pelo estremo sul da Bahia.
Johnson nasceu em 1972, em Teresina na capital do Estado do Piauí, cidade que sua família ajudou a estabelecer a Igreja ASSEMBLÉIA DE DEUS. Ele sentiu o aperto da pobreza urbana e rural enquanto crescia, no Estado do Piaui.

Ele aprendeu a ter compaixão pela pobreza dos outros enquanto morou em várias cidades do Estado do Piaui. Seu pai era pastor presidente da ASSEMBLÉIA DE DEUS e sempre era transferido pela CONVENÇÃO das ASSEMBLÉIA DE DEUS pra outras cidades, as vezes no meio do ano.
Lyndon Johnson se orgulha em dizer:

 


“Estou fazendo uma campanha bem-sucedida para chegar à Câmara dos Deputados com uma plataforma baseada em um “País melhor”. Minha principal bandeira é esse projeto de uma “Grande Sociedade”, de um “País melhor”, que se tornou minha agenda para o Congresso este anos…Está é a eleição do novo. O Povo não quer mais estes PROFISSIONAIS DA POLITICA, mais conhecidos como os políticos Gestores, ou seja, os políticos que usam e abusam do povo…que usam e abusam da política como profissão… E POLITICA NÃO É PROFISSÃO, POLITICA É VOCAÇÃO, OU SEJA, É AMOR AO PRÓXIMO, A SUA CIDADE, AO SEU ESTADO, AO SEU POVO E AO SEU PAÍS….ISSO É QUE É POLITICA.
Peço a ajuda do povo BRASILEIRO, porque “politicamente” nós estamos numa guerra, de um lado estão os políticos Gestores, ou seja, os políticos profissionais… aqueles de sempre … que querem se manter no poder…que querem a ditadura do poder pelo poder; e de outro lado, o povo brasileiro que quer mudança…que quer um país bem administrado por políticos administradores, ou seja, pôr políticos vocacionados, com compromisso com a nossa cidade , com o nosso estado, com nosso povo e com o nosso país..

Digo isto, porque países que valorizam a teoria da administração, são democráticos. Países que valorizam os políticos administradores, ou seja, Países que valorizam os político que fazem política por VOCAÇÃO, – por amor a sua cidade, ao seu estado, ao seu povo e ao seu país – vivem em desenvolvimento e crescimento continuo.
Agora tem o outro lado da moeda que é bom falar aqui também…Países que valorizam os políticos Gestores, ou seja, Países que valorizam os políticos que fazem política por PROFISSÃO, são Países que abraçam um regime governamental onde todos os poderes do Estado estão concentrados em um indivíduo, um grupo ou um partido…. são Países que aceitam um regime antidemocrático onde não existe a participação da população… são Países que tendem lentamente a uma ditadura, como ocorreu na União Soviética, em Cuba e Venezuela…e aqui no BRASIL, durante treze os anos com o PT no poder”.
O empresário e pré- candidato a deputado federal (PSL – BA), Lyndon Johnson, disse que ‘Os votos dele não vão vim dos partidos e nem dos políticos, mas si do povo’… que assim como Bolsonaro, ele está “vendendo seu peixe” em várias palestras para investidores, empresários e para o povo Baiano, de que ‘nós queremos um Brasil com menos governo (cuidando apenas do básico, como saúde, segurança, emprego e educação), um Brasil que combata violência com violência, que apoia o empreendedorismo e a educação. Que mantenha os valores de uma família tradicional e honesta e sem corrupção’.
O empresário Lyndon Johnson, disse também que nesta eleição se considera vítima de algumas perseguições política, mais que nada o impedirá de lançar sua candidatura ao legislativo nesta eleição de 2018. “Gostem ou não gostem, – os invejosos e os profissionais da política do extremo sul Baiano, principalmente, de Teixeira de Freitas – eu sou pré- candidato a deputado federal (PSL – BA) este ano”, avisou.

“Assim como BOLSONARO, estou sendo perseguido… É uma perseguição atrás da outra”, reclamou.
Para o Pré – candidato, o que está em jogo hoje é a tentativa de cassar o direito de expressão do cidadão brasileiro, mais que continuará usando a tribuna de suas palestras para emitir suas opiniões. “Meu escudo político é o POVO, minha arma é o voto do povo e a minha certeza de vitória nestas eleições está em DEUS que me usa como bomba atômica da verdade para fazer um GOVERNO pelo POVO e para o POVO”, afirmou.
“Os políticos invejosos e profissionais aqui da Bahia, costumam me debochar, me chamando de “CAFÉ – PEQUENO” (Porque sou pobre, ou seja, apenas um pequeno empresário) de “MENINO” (Porque sou jovem), de “HOBIN HOOD” (Porque defendo os pobres) e, de “JOAQUIM NABUCO” (Porque segundo eles, eu tenho o dom da oratória, isto é, da arte de falar em publico de forma elegante, precisa, fluente e atrativa), mais a verdade é que eles perderam foi sono depois que eu ressurgi do nada.
Para desespero deles, estou me transformando – graças á Deus – de um pequeno empresário em um Lider politico de massas, contribuindo decisivamente para imprimir novo rumo à vida politica do nosso País, ao consagrar a entreda do pobre na linha de frente das decisãoes municipais, estaduais e nacionais, quebrando aquela velha tendencia de manipulalá – lo segundo fórmulas ideológicas pré – fabricadas ou de acordo com os interesses das classes dominantes.
Estou me firmando cada vez mais como homem representativo, como porta – voz do povo Brasileiro, não como um desses dirigentes revestidos de autoritarismo mágico. A minha luta e os meus projetos, são os interesses legitimos do povo Brasileiro, que quer uma transformação politica em nosso País. Por isso, mim oponho a cada dia na luta pela moralidade politica e pela capacidade de abrir novos rumos para o futuro do brasil, na marcha pelo progresso e pelo capitalismo social”, afirmou Lyndon Johnson, recebendo aplausos da plateia que assistiu à entrevista dada ao jornalista Railson Alves Santos.

 

Lorena Oliveira

Lorena Oliveira | Comunicadora Editora Foco de Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.