Bebê nasce com DIU preso no cabelo e foto viraliza

Mesmo com todas as vantagens que o DIU apresenta, não significa que você pode confiar cegamente em sua eficácia. São raras, mas não impossíveis os casos de mulheres engravidando, mesmo após realizado a introdução do método contraceptivo. Dessa vez aconteceu no Alabama, nos Estados Unidos. Nesta segunda-feira, 26 de agosto, Cadesia Foster publicou em seu facebook uma foto do seu recém nascido com o aparelho grudado no seu cabelo.

“Olhe para isto. Maldito DIU na cabeça do bebê como um grampo. ‘Use para controle de natalidade eles disseram”, escreveu Foster em legenda. O caso viralizou rapidamente!  Em menos de 24 horas, a publicação conta com mais de 36 mil compartilhamentos.

ntre os milhares de comentários se surpreendendo com a imagem um tanto chocante, algumas mães compartilharam as suas experiências.“O meu estava na minha placenta quando descobri que estava grávida de dez semanas e cinco dias”, escreveu uma internauta. Ja outra fez um trocadilho com o nome da criança e o dispositivo: “Deveria ter chamado ela de Nicoil”, isso porque “coil” em inglês faz também menção ao DIU .

DIU?

Entre tantas opções de contraceptivo que encontramos no mercado, o DIU está sendo o mais procurado no últimos tempo, isso porque você não precisa fazer o controle diário como o anticoncepcional.

Por meio de uma cirurgia não invasiva, os médicos colocam o dispositivo intrauterino. Assim que o procedimento é concluído, ele libera substâncias que impedem a fecundação. Além disso, o mercado oferece a opção hormonal e a não hormonal, feita com haste de cobre.

O DIU libera ao dia 20 mcg de levonorgestrel, que é um hormônio feminino, enquanto uma pílula comum costuma ter 0,1 mg. Assim, a carga hormonal do DIU é bem maior. As chances de gravidez usando esse dispositivo variam entre 0,2% e 0,7%

INFORMAÇÕES – Bahia Extremo Sul

Lorena Oliveira

Lorena Oliveira | Comunicadora Editora Foco de Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.