Número de crianças que não sabem ler nem escrever no Brasil cresce 66%

Conforme um levantamento do Todos pela Educação, entre 2019 e 2021, cresceu 66,3% o número total de crianças entre 6 e 7 anos que, segundo os responsáveis, não sabem ler nem escrever no Brasil. O estudo mostra que o número subiu de 1,4 milhão, em 2019, para 2,4 milhões, em 2021.

O percentual de crianças de 6 e 7 anos que não foram alfabetizadas passou de 25,1%, em 2019, para 40,8%, em 2021. Em 2020 e 2021, houve um aumento expressivo na taxa, que alcançou os maiores valores em dez anos de acompanhamento do indicador.

“Os efeitos são graves e profundos, então não serão superados com ações pontuais. As Secretarias de Educação precisam oferecer um apoio muito bem estruturado à gestão escolar e aos professores, que já estão com imensos desafios”, destacou o líder de políticas educacionais da Todos Pela Educação, Gabriel Corrêa, em comunicado divulgado à imprensa.

A nota técnica “Impactos da pandemia na alfabetização de crianças” apresentou indicadores que revelam os efeitos da pandemia de Covid-19 na educação. O levantamento foi produzido com base na Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Fonte: Da Redação Namidia News com informações de R7 e CNN

Lorena Oliveira

Lorena Oliveira | Comunicadora Editora Foco de Notícias