Após recorde de casos ativos, Bahia teve queda de números mais rápida da pandemia

A vacinação da população baiana contra a Covid-19 tem apresentado efeitos práticos na redução do número de infecções. A série histórica de casos ativos registrada pelas autoridades de saúde baianas mostra uma queda abrupta na evolução da doença, fazendo com que o quantitativo visto no último dia 4 de fevereiro, de 36,9 mil casos, caísse para a casa dos 7,7 mil nesta segunda-feira (28).

O índice de casos identificados no início do mês demarcou um pico no gráfico da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), que monitora a crise sanitária no estado.

O cenário de decréscimo é diferente do que foi observado no primeiro pico (e segunda pior marca da pandemia), em 13 de julho de 2020, quando o sistema da secretaria identificou 30,2 mil pessoas com diagnóstico positivo para Covid-19. Um patamar semelhante ao desta terça-feira só aconteceu meses depois, em 10 de setembro de 2020, com os 7,6 mil ativos.

Segundo o boletim epidemiológico desta terça, 11.391.741 pessoas foram vacinadas com a primeira dose na Bahia. Outras 10.353.383 receberam a segunda dose ou dose única e 3.703.325 estão com a dose de reforço em suas carteirinhas. Do público de 5 a 11 anos, 573,308 crianças já foram imunizadas.

Lorena Oliveira

Lorena Oliveira | Comunicadora Editora Foco de Notícias