Wagner comunica ao PT que não será candidato a governador da Bahia

O senador Jaques Wagner informou ao Partido dos Trabalhadores (PT), nesta segunda-feira (28), que não vai concorrer ao governo do estado em 2022. A decisão foi anunciada durante uma reunião do partido para discutir a tática eleitoral deste ano. Encontro teve a  presença de deputados estaduais e federais, prefeitos, vereadores e dirigentes. A partir de agora, o diretório estadual passará a debater a nova estratégia eleitoral. 

A retirada da minha candidatura não implica na retirada da candidatura do PT. Quem decidirá se terá candidatura ou não, não sou eu, será o Partido”, afirmou Wagner, que falou sobre a importância da união dos partidos na Bahia para as eleições deste ano.

O presidente do PT Bahia, Éden Valadares, comentou a reunião: “É claro que respeitamos a decisão do companheiro Wagner, mas não a recebemos com alegria. Nossas instâncias se reunirão intensamente nos próximos dias para atualizar nossa posição”.

Os dirigentes petistas reafirmaram decisão do sétimo Congresso do PT que aponta para a presença do Partido encabeçando a chapa majoritária. “Nossa decisão será fruto do debate interno, mas também do imprescindível diálogo com os demais partidos e lideranças da base, como Otto, Leão, Lídice e PCdoB”, ressaltou Éden.

Lorena Oliveira

Lorena Oliveira | Comunicadora Editora Foco de Notícias