Decisões da justiça reanimam o PT





As recentes decisões do STF no sentido de anular sentenças aplicadas a Lula e ontem (22/04) haver decidido pelo colegiado, que o ex-presidente Lula foi julgado com parcialidade pelo ex Juiz Sergio Moro, colocou de vez a pré candidatura de Lula na pauta política nacional.

Independente de simpatia a candidatura de Lula, impossível não reconhecer que ele é um “animal político” de enorme habilidade e popularidade e que as pesquisas apontam para polarização entre o Lula e o presidente Bolsonaro. Alguns nomes que que vinham sendo cotados para a disputa nacional já parecem mudar os planos, Dória por exemplo já aponta que deve tentar a reeleição em São Paulo. Boulos, deve também tentar a disputa pelo governo de São Paulo. Hulk já parece voltar o foco na carreira de apresentador, almejando ocupar a vaga de Faustão nas tardes de domingo.

A candidatura de Lula já apresenta tendências e mudanças na Bahia, ACM Neto, que no passado falou em dar uma surra no Lula, deu entrevista à Mário Kertész da Rádio Metrópole de Salvador, afirmando que admira muito o Lula, que sabe reconhecer que Lula fez muito pelo Brasil e pela Bahia. Mas diz que venceu Lula em Salvador em 2012. Detalhe que em 2012 o Lula já não era presidente, nem candidato a nenhum cargo.

Ficando pela Bahia, ninguém nega que a candidatura de Lula a presidente trás facilidades a candidatura de Jacques Wagner a governador da Bahia, tanto é que Bolsonaro corre risco de não ter palanque no estado. No interior do PT baiano a candidatura de Lula é vista como trunfo fundamental para manter o governo do estado. Está claro que há muita euforia sobre a nova condição de Lula e seu crescimento nas pesquisas mais recentes.

Um burburinho que cada dia se torna mais audível entre integrantes do PT é de que ao menos 3 baianos serão ministros de Lula, caso este vença as eleições. Apontados como nomes certos: governador Rui Costa, o Senador Otto Alencar e o Deputado Valmir Assunção são o trio de baianos que Lula deve atrair aos ministérios. Os 3 já foram Secretários durante o Governo Jacques Wagner.

A nível nacional Lula sempre teve interesse em ter ótimo diálogo com PSD, diálogo que pode vir com maior força de Otto no interior do partido, que hoje é dirigido por Kassab. No PT o Deputado Valmir Assunção representa grupos ligados ao campo mais de esquerda do PT com relações com MST e Movimentos Sociais, parcela que o Lula afirma pretender atender de forma melhor que em gestões anteriores. Já Rui Costa deve ir a um ministério pela articulação política e capacidade de gestão que demonstrou. antecipando vitória e anos de êxitos, há quem aponte Rui como candidato a presidente após Lula.

Sonhos somente possíveis após decisões do STF que mais do que nunca deverá ser apedrejado por Bolsonaro e seus apoiadores.

Facebook Comments Box