Governo anuncia estado de emergência em Tóquio e Jogos Olímpicos não terão público

O Governo do Japão, através do seu primeiro-ministro Yoshihide Suga, anunciou nesta quinta-feira (8) que Tóquio entrará em estado de emergência a partir da próxima segunda (12) até 22 de agosto. O período engloba os Jogos Olímpicos 2020, que serão sediados na capital do país. Com isso, o evento não terá a presença de público nas arquibancadas das disputas.

No momento, o decreto vale apenas para Tóquio e enquanto isso, as cidades de Hokkaido, Miyagi, Fukushima, Ibaraki e Shizuoka, que também receberão algumas disputas do evento, trabalham com a possibilidade da presença de público nas competições. Porém, de acordo com a imprensa loca, ainda não há uma confirmação oficial em relação a isso.

No entanto, o primeiro-ministro japonês sinalizou que as restrições impostas pelo estado de emergência poderão ser suavizadas com base nos efeitos da vacinação no país. O Japão é um dos países desenvolvidos com menos habitantes imunizados, ocupando a 10ª posição da lista elobarada pelo “Our World in Data”, e aplicou até o momento 52 milhões de vacinas, o que equivale a 41 doses a cada 100 habitantes. Menos de 27% dos japoneses recebeu ao menos uma dose e somente 8% foi totalmente imunizada.

Desde o início da pandemia, o Japão registrou 812 mil casos da Covid-19 e menos de 15 mil mortes. No fim do mês de maio, a média de óbitos em decorrência da doença passou de 113 para 16, enquanto a de infectados baixou de 6,4 mil para 1,6 mil.

Os Jogos Olímpicos de Tóquio foram adiados de 2020 para 2021 por conta da pandemia global do novo coronavírus e estão programados para os dias 23 de julho até 8 de agosto. Depois, acontecerão os Jogos Paralímpicos entre 24 de agosto e 5 de setembro.

Facebook Comments Box